Secretário de Estado do Trabalho e Ação Social
    Tão logo assumiu o terceiro mandato de Deputado Federal, em 1991, Tarcísio recebeu convite do Governador eleito de Minas Gerais, Hélio Garcia, para assumir a Secretaria de Estado do Trabalho e Ação Social. Consultadas suas bases, resolveu assumir o cargo e nele permaneceu até junho de 1992.
    Como Secretário de Estado, Tarcísio destacou-se, fundamentalmente, por implantar uma nova metodologia nas relações do Governo de Minas com as populações carentes do Estado e as instituições sociais. Repetiu à frente da Secretaria uma gestão participativa, ouvindo todos os segmentos e tomando decisões sempre de forma colegiada.
    No exercício do cargo de Secretário de Estado, Tarcísio implantou o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, estimulou a criação de mais de uma centena de Conselhos Municipais da Criança, estabeleceu uma nova política de assistência aos povos indígenas de Minas, apoiou os programas de atendimento aos menores de rua, implantou uma nova filosofia de ação na FEBEM, apoiou os Conselhos da Mulher e da Juventude, firmou convênios com entidades internacionais para investimentos em saneamento de áreas degradadas e em treinamento e formação de jovens e adultos.